Sobre as séries que fizeram barulho em 2016


Olá pessoal, tudo bem?

Estamos no fim do ano e andei pensando em fazer uma retrospectiva do que fiz, já que passei a maior parte desse ano sumida da blogosfera. Pensei em falar do meu ano, mas já deu de 2016, não aguento mais pensar em 2016, então, porque não fazer uma retrospectiva das séries que me deixaram com o coração na mão e me fizeram ansiar para que 2017 chegue logo?

Sense8


Para quem conhece Sense8 apenas pela emblemática cena de suruba, vou lhes dizer: a série vai muito além disso. Sério! Antes de começar a assistir eu também tinha esse preconceito com a série, principalmente porque toda vida que ouvia alguém comentar sobre Sense8 era para falar da tão famosa suruba. Logo pensei que Sense8 deveria ser sobre pornografia pura. Mas, como disse antes, o enredo vai além disso e, acreditem, até as cenas de surubas são temas de reflexão.

Enfim, para quem nunca tinha ouvido falar da série (o que eu acho difícil, ainda mais com o especial que saiu há pouco tempo) vou lhes dar uma breve explicação do que ela fala: Sense8 trata-se de oito pessoas, uma em cada canto do mundo, que, misteriosamente e do nada mesmo, ganham uma ligação mental, isto é, elas passam a ter acesso aos sentimentos, pensamentos e sensações uns dos outros. Em resumo essas pessoas se tornam uma.

Imagem relacionada

É a partir dessa conexão que a série se desenvolve. Apesar dos demônios que cada um carregam se diferenciarem em nome, eles tem uma vontade em comum: o de serem ouvidos. Os sensate (nome dado a eles) querem ser vistos pelo que são, sem estarem vinculados a algum estereótipo ou preconceito. Todos buscam um lugar em que possam se sentir em casa e, talvez seja nessa conexão que eles a encontrem.

Stranger Things


É claro que a série queridinha desse ano teria que incluir crianças, um enredo cheio de suspense e mistério com uma boa dose ficção cientifica a lá Steven Spielberg e aquele sentimento lindo de nostalgia.

A trama começa a partir do misterioso desaparecimento de Will Byers que voltava para casa depois de uma partida RPG de tabuleiro com os três melhores amigos: Mike, o líder da turma; o desconfiado Lucas e o banguela mega fofo e meu filho Dustin. O trio então resolve procurar pelo companheiro, mas acabam descobrindo que talvez estejam lidando com algo bem mais complexo que um desaparecimento, ainda mais com a descoberta de uma instalação para experimentos militares e o aparecimento de uma garotinha muito estranha, conhecida somente como Onze.

Resultado de imagem para stranger things gif

Black Mirror


Provavelmente a série mais desgraçadora de mente desse semestre ou talvez do ano.

Não tem como descrever Black Mirror a não ser dizendo que tratam-se episódios independentes que se passam em um futuro onde a tecnologia reina. A série retrata uma sociedade não muito distante da nossa e faz uma crítica aos nossos atuais hábitos e aonde a extrapolação deles podem nos levar. Black Mirror nos leva a refletir sobre os impactos da tecnologia tem, não só nas nossas vidas pessoais, como no das coletividades e na forma como as pessoas passaram a se comportar diante da cultura do imediatismo e dos espetáculo.

Resultado de imagem para black mirror gif

Black Mirror tem o tipo de enredo em que você só consegue assistir um episódio por vez, pois o resto do dia é pensando sobre a desgraceira que aquela série fez na sua mente.

The OA


Terminei de assistir essa série ontem e ainda estou lutando para entender o que diabos foi que aconteceu.

The OA tem uma vibe a lá Sense8, - mas calma, não tem suruba -; a vibe está mais no sentido de mostrar a importância da conexão emocional, mais do que da física e como ela pode ter um papel fundamental na sobrevivência. Basicamente a série nos apresenta Prairie, uma garota cega que desapareceu misteriosamente há sete anos e, da mesma forma que desapareceu, também reapareceu misteriosamente curada de sua cegueira e se recusando terminantemente a falar dos anos em que esteve desaparecida.

Para quem pensa que a história irá se focar na investigação do passado de Prairie engana-se completamente e, aliás, ela ganha muito crédito por não permitir que a trama se foque nas motivações do agressor, preferindo, na maior parte do tempo, mostrar tudo sob a perspectiva da vítima. Falando em vítima, a série está povoada de personagens que, em maior ou menos grau, são tão vítimas quanto a protagonista ou que carregam um peso maior do que poderiam suportar sozinhos. The OA se destaca, principalmente (ao meu ver), por questionar o que é ser considerado normal em uma sociedade tão moralmente doente.

Resultado de imagem para the oa
Porque não achei um gif decente
E são elas. Notem que todas são originais da Netflix. Detalhe que ainda tenho que começar a assistir 3%, mas ainda estou de ressaca pelo final de The OA, pois da forma que terminou não acreditei que teria uma segunda temporada. Ledo engano, pois já descobri que já tem até um roteiro pronto <3 Embora acredite que a série poderia ter acabado na primeira mesmo, já que como Stranger Things ela tem começo, meio e fim.

Enfim, migos, são essas, pelo menos foram essas que eu assisti. O que acharam? Tem alguma que não assistiram ou alguma para recomendar? (Sou toda ouvidos <3).



6 comentários:

  1. Oi Dani,
    Esse ano para mim foi uma negação com séries.
    Preciso urgentemente retomar todas que parei.
    Dessas quero muito ver Stranger Things e 3%
    Bjs
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  2. Adorei na minha opinião as que mais eu ouvi falar foram 3% e Stranger Things. Ótimo post muito bem elaborado. Um beijo ❤

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dani!
    Todas originais netflix hehehe
    Realmente, muitas histórias boas apareceram esse ano e essas foram de abalar. Ainda não vi The OA, que é mais recente, porém estou correndo pra ver logo! Adorei o post!
    Boas festas e feliz ano novo! Beijos!
    Borboletas de Papel | fanpage - twitter - instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi linda, não curto séries mas gostei da listinha. estou a conhecer agora seu blog e já gostei! Ah e feliz ano novo minha linda, aguardo sua visita no meu blog, beijos ♥

    floordemandacaru.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani,
    Saudades ♥
    Confessa que você se deu hiatus pra colocar as séries em dia HAHAHA quase cogitando isso, tirar um ano só pra isso sos.
    Ah das citadas, eu só to devendo uma assistida pra Sense8, mas logo me empolgo e vejo.

    Tenha um lindo 2017.
    Que seus dias sejam prósperos, sábios e saudáveis ♥
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. Minha irmã é LOUCA por Sense8, quase todos os meus amigos viram Stranger Things, meu irmão é apaixonado por Black Mirror (eu até vi um episódio \o/), The OA meio que estou vendo resenhas agora, eu não vi absolutamente nenhuma dessas séries, exceto o episódio de BM já citado! Sou uma negação hahaah

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo